quarta-feira, 18 de março de 2009

Viva alternativamente!

Escrevo como uma criança que guarda seus brinquedos num balde: sem ordem, sem concentração e chateada.
Estou com nojo do ser humano, desses animais. Nós somos tão medíocres... Está tudo errado. Damos valor a coisas supérfluas, ligamos para o que os outros estão vestindo, como andam. O ser humano é hipócrita, ignorante, invejoso. Poderia sentir pena, mas no lugar disso só sinto raiva. Raiva!
Tenho escolhido, para ler, textos e livros que tenham relação com a natureza e com o homem. Tinha a intenção de abrir minha mente e aperfeiçoar minha visão da vida e do mundo. Sempre achei que passava por arvores e pessoas maravilhosas e não lhes dava o devido valor. A literatura me ajudou a ver o mundo exatamente (ou quase exatamente como ela é) como ele é. Acontece que ao invés deu me apaixonar pelos sues mistérios, descobri a mediocridade que os homens escondiam! A natureza é bela, mas os homens...
Não vejo outra razão para viver senão pelo Amor. Amor a nós mesmo (e talvez a uma outra pessoa) e a natureza. Fora isso estaria sobrevivendo, e não vivendo.
O que me frustra é aquele dito: “Vemos as coisas não como elas são, mas como nós somos”. Mas assumo também ser medíocre. Tenho tantas vontades que guardo comigo só pra não ter o trabalho de agüentar comentários e olhares diversos. Vejo-me como um robô. Ei!, eu sou igual a você que está lendo esse texto. Você também tem vontade que não as expõem, pelo simples medo da discriminação. Tornamos-nos iguais, uns aos outros. Pior ainda é quando penso que há gente que não tem, sequer, mais vontades próprias. A sociedade as podou!

Não vejo um futuro com grandes novidades. Mas desejo que todos tenham desejos! Sejam autênticos. Brindam à vida. Olhe mais para as arvores e para dentro de si, há tanta coisa a ser mudada. Vista calça jeans, tênis e camiseta. Ponha, também, um blazer vermelho!
Viva a sociedade alternativa!


_

Ainda acredito no Amor.

Um comentário:

Adriana disse...

Iraado!
Tu escreve e expoe suas idéias mó bem!
Muito louco x)